Pilula do dia seguinte engorda?

Pilula do dia seguinte engorda?

Pílula do dia seguinte engorda? A reposta é não. Daqui posso escutar os sussurros “Ai! Graças a Deus” que muitas mulheres que precisaram utilizar o anticoncepcional de emergência devem ter dado. Segundo psicólogos, muitas vezes, a pílula dia seguinte engorda somente aquelas meninas e mulheres que o utilizam como desculpa para comer aquele “pedacinho” a mais da barra de chocolate, do bolo e afins.

O mito “pílula do dia seguinte engorda” surgiu porque é comprovado que a dose de hormônio, presente, nas pílulas do dia seguinte é muito mais elevada do que nos anticoncepcionais de uso contínuo. A diferença é que ele é utilizado, ou pelo menos deve ser utilizado, em casos extraordinários, nos quais houve a falta de um método contraceptivo, ou mesmo por falha de um.

De acordo com estudiosos, muitas vezes, o fator psicológico faz com que os anticoncepcionais engordem. O percentual de mulheres que tem seu peso aumentado, graças aos contraceptivos contínuos, não chega a 15%. E estas têm mais a sensação de inchaço do que o ganho de gordura, propriamente dito.

Acima foi dito que os anticoncepcionais de emergência, pelo menos foram criados com o intuito de ser utilizado em casos extraordinários, isso foi dito por que, ainda, existem pessoas que fazem uso excessivo do método e isto sim pode causar problemas mais graves, além do tão temido “inchaço”.

A gravidez ectópica, no qual o feto é gerado fora do útero; a trombose e a embolia, que tem facilidade em desenvolver em pessoas que já tem histórico da doença na família; e o câncer de mama, que também ocorre com mais frequência nas mulheres que já tem histórico familiar da doença. São alguns dos efeitos colaterais mais graves, descobertos em pesquisas, que podem ser causados se a pílula for usada como contraceptivo contínuo.

Outro fato que preocupa os médicos e especialistas no assunto é a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis. Não somente as mais famosas como a AIDS, o HPV, a Sífilis, a Gonorréia e a Hepatite B. Mas também aquelas que são menos conhecidas na sociedade como a Candidíase, a Pediculose do Pubis, as Infecções por Clamídia, Trichomonas, Ureaplasma, Gardnerella.

Pílula do dia Seguinte

As informações aqui encontradas são públicas e retiradas da própria internet, não comercializamos nenhum dos medicamentos citados e não incentivamos seu uso. Antes de consumir qualquer medicamento você deve consultar seu médico.